Sabe o que é remarketing?

Se você trabalha com estratégias digitais, provavelmente, já ouviu falar em remarketing. Essa estratégia ganha mais força a cada dia, e o motivo é muito claro: o alto índice de conversões realizadas.

Por desconhecimento ou falta de entendimento sobre o tema, muitos profissionais acabam deixando tal ferramenta de lado. Eu sempre digo a eles que estão perdendo uma grande oportunidade de aumentar as vendas ao alcançar pessoas que já revelaram interesse no produto.

Por isso, decidi criar este artigo.

Nele, você aprenderá tudo sobre remarketing: o que é, como funciona e como criar campanhas nas principais plataformas de publicidade.

Então, continue a leitura e saiba o quão valiosa essa ação pode ser para o seu negócio. Antes de continuar, você precisa saber das tendências de Facebook Ads. Sem elas, você irá gerar menos leads e gastará mais dinheiro que o necessário.

O que é o remarketing?

Remarketing é uma estratégia de marketing digital que consiste em exibir anúncios do Google Ads e conteúdos para usuários que já demonstraram interesse nos produtos ou serviços de uma empresa. Como o nome diz, é fazer marketing de novo. Logo, o objetivo é sempre aumentar a conversão (venda).

Em outras palavras, é aquela mágica que acontece quando você – como consumidor – passa a ser perseguido por anúncios de produtos ou serviços que estava pesquisando.

Alguns acham que é coincidência, outros que é coisa de hacker ou de um sistema de espionagem que ouve e vê tudo o que falamos quando estamos na internet.

Mas, veja bem, quem conhece pelo menos um pouco de marketing digital sabe: isso se chama remarketing.

O que nem todo mundo sabe é que se trata de uma estratégia que pode ajudar a melhorar os resultados em vendas de qualquer negócio.

Isso porque a maioria das pessoas que visitam um site pela primeira vez não vão comprar um produto que acabam de pesquisar.

O próprio Google Ads divulgou números sobre isso e mostrou que esses “não conversores na primeira visita” representam incríveis 97% dos visitantes de um e-commerce.

Agora, imagina só se pararmos para pensar em vendas complexas, que por si só já possuem jornadas de compra bem mais longas? As conversões tendem a ser ainda menores.

É aí que entra em cena o nosso querido remarketing, fazendo com que o anúncio volte a “pipocar” na tela do usuário interessado.

Como funciona o remarketing?

Para que fique mais fácil entender o que é e como funciona o remarketing, pense comigo em uma situação hipotética.

Imagine que você quer muito viajar para a Disney e que, de repente, joga essa sua intenção de busca no Google para ter ideia de pacotes e de quanto custaria.

Na página de resultados, percebe que os quatro primeiros sites que aparecem são de anúncios de pacotes e, então, clica no primeiro.

A partir do momento em que você entra no site relacionado ao anúncio é que a magia do remarketing acontece.

Explico: seu computador recebe como se fosse um carimbo que mostra para o Google que você tem interesse no assunto.

Esse carimbo se chama cookie e fica armazenado em seu computador. O que funciona como um sinalizador para que receba outros anúncios desse mesmo site e de sites parceiros.

Então, você continuará sendo impacto por novos anúncios durante um determinado período – geralmente 30 dias – até fazer a conversão.

Enquanto isso, a empresa estará fazendo de tudo para tentar convencê-lo à compra.

Como você pode ver, o remarketing funciona a partir do seguinte princípio: continuar a aparecer para a pessoa que está interessada no seu produto ou serviço e ainda não converteu.

A ideia é de trazer a marca para a lembrança desse potencial cliente para que lembre dela quando for tomar a decisão de compra.

Então, para poder alcançar essas pessoas em diferentes etapas do funil de vendas, é preciso construir um plano de remarketing muito bem feito. O objetivo deve ser sempre levá-lo para a próxima etapa.

Remarketing x Retargeting

Lembra que comentei logo no início que remarketing ainda causa muita confusão por aí?

Então, isso acontece porque muitas pessoas confundem remarketing e retargeting.

Ficou em dúvida sobre o que é e como funciona o retargeting? Vou te explicar tudo para ajudar a esclarecer os conceitos.

Pois bem, retargeting vem de “target” que, em inglês, significa “alvo”.

Como você já deve estar imaginando, é como um tiro ao alvo – onde o tiro são os anúncios que o usuário vê depois da primeira pesquisa, e o alvo é ele mesmo.

Sim, remarketing e retargeting são estratégias de marketing digital que possuem um mesmo objetivo: reengajar visitantes.

O que muda, no entanto é que remarketing é como se chama a ferramenta de retargeting do Google. Isso explica o motivo de parecerem sinônimos tantas vezes.

 

 

 

 

 Jason Dousseau
 Consultor Educacional

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *