Principais tendências no mercado de trabalho

Com as transformações digitais impactando diretamente as empresas e a adoção de outros meios de trabalho para contornar os problemas causados pela pandemia, as tendências do mercado de trabalho prometem ser bem diferentes, fazendo com que os profissionais tenham de se adaptar.

De qualquer forma, vendo de maneira otimista, áreas de tecnologia e engenharia tiveram uma maior procura devido as maiores necessidades que esse novo cenário provocou, causando uma maior valorização.

Outras áreas beneficiadas também foram a do marketing e áreas contábeis, que estão sendo extremamente requisitadas pelas empresas.

Além disso, temos tendências no mercado de trabalho como:

 

    • Modelos de trabalho híbrido

O modelo home office, totalmente trabalhando em casa, foi uma das necessidades empregadas nos maiores estágios de lockdown da pandemia.

Agora com a maior normalização da situação, muitas empresas estão revendo os modelos de trabalho, sendo uma das novas tendências do mercado de trabalho o modelo híbrido, onde o colaborador trabalha alguns dias em casa e outros na empresa.

Esse modelo além de permitir maior flexibilidade para os funcionários, facilita para empresas com menores escritórios, onde empresas podem até mesmo contar com espaços de coworking.

    • Inteligência artificial

Em busca de solucionar os problemas que surgiram nas empresas, a tecnologia serviu como suporte com a criação de diversas ferramentas que utilizaram da inteligência artificial para otimizar e entregar dados mais precisos.

O fato é que isso não serviu apenas para contornar as dificuldades com os colaboradores trabalhando à distância, mas sim contribuindo e muito para as empresas e auxiliando tomadas de decisão e estratégias.

Com isso, a inteligência artificial se torna uma tendência do mercado de trabalho, que em conjunto com profissões de áreas do marketing, por exemplo, que exigem criatividade, garantem um resultado muito satisfatório para as empresas.

    • Colaboradores mais monitorados

Com o objetivo de aumentar a eficiência de produção em modelos de trabalho à distância, as empresas estão investimento em maiores tecnologias para monitorar e observar o desempenho dos colaboradores no trabalho.

Isso pode resultar em ferramentas que monitorem fatores como intervalos e saídas ao banheiro no home office. O que ainda não se sabe é que se esse tipo de monitoramento resultará em um aumento de produtividade ou na inibição dela, por diminuir a liberdade dos colaboradores.

    • Equipes mais inclusivas

Com estratégias movidas a atrair as gerações mais novas e o aumento da utilização de tecnologia, as empresas precisam ver por uma perspectiva mais inclusiva e adicionar em suas equipes estratégias pessoas mais jovens, que sejam ligadas à tecnologia e tenham diferentes perspectivas.

Dessa forma, isso traz melhores insights para as equipes, com maiores inovações e experiências que só beneficiam as empresas.

A tecnologia que já era importante para as empresas, está se tornando um dos fatores mais importantes para obter vantagens competitivas.

Isso faz com que as empresas precisem contratar colaboradores que mais estão ligados a isso, sendo das gerações mais novas.

Somando esse fator com o cenário atual, muitos profissionais preferem decidir o modelo de trabalho, gerando essa tendência de empresas que entregam ainda mais liberdade de escolher como trabalhar.

Até mesmo em instituições de ensino isso é impactado, fazendo com que precisem otimizar os seus processos com um bom sistema de gestão escolar. Deseja saber mais sobre isso?

Visite o nosso site e conheça o que podemos fazer pelo futuro da educação.

DRM Educação: mais que sistema, seu ecossistema.