O valor do marketing para escolas

Aplicar o marketing para escolas é a melhor maneira de atrair alunos. Também é a fórmula ideal para reter aqueles que já estão matriculados e reforçar a autoridade da instituição de ensino no mercado.

É importante lembrar que o segmento da educação tem uma característica peculiar. Ao contrário de lojas, comércios e serviços esporádicos, nele temos convivência. Em outras palavras, podemos dizer que o fator confiança é muito mais importante que em outros nichos.

No texto de hoje, mostrarei tudo que o marketing para escolas pode proporcionar e como aplicá-lo em seu cotidiano.

O marketing para escolas existe há muito tempo. Mas, antigamente, todos os esforços eram focados em materiais tradicionais como Outdoors, banners, panfletos. Até mesmo comerciais de TV e rádio, mas esse panorama mudou e hoje o grande filão para escolas é a internet.

O mundo digital oferece um vasto leque de oportunidades para chamar a atenção e proporcionar experiências memoráveis para os estudantes.

Temos, então, um conceito simplificado sobre o tema.

O marketing para escola consiste na aplicação de ações planejadas para obtenção de melhores resultados em uma instituição de ensino. Quem é dono de um colégio, por exemplo, sabe que as indicações são uma excelente fonte de aquisição, mas a verdade é que não dá para depender somente do boca a boca. É preciso ir além.

As ações de marketing digital permitem um maior alcance, engajamento e consequente número de matrículas. Isso gera uma melhoria significativa nas finanças. Tanto que, segundo a pesquisa EduTrends, nada menos que 81,3% das IEs investem em pelo menos uma ação de marketing online.

Os efeitos são nítidos. Tais organizações recebem oito vezes mais visitas em seus sites do que aquelas que não aplicam estratégias digitais.

Com isso, tem-se o tão almejado lucro.

Para 82,4% dos respondentes, o retorno sobre o investimento (ROI) das ações é positivo. Isso acontece principalmente por conta dos laços que são estreitados por meio do marketing educacional.

E é claro que uma boa prestação de serviços, estrutura de qualidade e professores capazes são elementos essenciais. Mas isso não é suficiente.

É preciso mostrar às pessoas todas os seus diferenciais e estreitar os laços com seus alunos e o marketing digital para escolas surge como a solução para organizações estagnadas que desejam evoluir.

Particularidade do marketing para escolas

Para aplicar o marketing para escolas, precisamos entender que ele tem suas particularidades.

Primeiro por conta da importância da educação para as pessoas e como esse é um dos componentes mais valiosos em suas vidas, há muito mais pesquisa do que em outros setores.

Quando consideram a escolha de uma instituição de ensino, passam horas em frente ao computador checando as possibilidades e conferindo a opinião de terceiros. É muito diferente, por exemplo, de uma decisão de compra de um item em uma loja virtual. Mas há mais.

Ao assinar um contrato com uma escola, ela passa a fazer parte da vida do contratante. É uma relação duradoura. Diferente de quando uma pessoa vai ao dentista, contrata um pintor ou leva o carro ao mecânico, o serviço é prestado e finalizado em questão de horas ou dias. Em escolas, por outro lado, é sabido que o relacionamento se prolongará por um bom tempo.

Para aproximar-se dos alunos, o meio digital é a melhor solução. Afinal, atualmente as pessoas passam a maior parte do tempo online.

Gostaria de chamar a atenção para mais uma peculiaridade do marketing para escolas: o público.

Enquanto a maior parte das empresas tem bem definido qual é o foco em questão de audiência, no setor da educação isso pode complicar um pouquinho. Isso porque o tomador de decisões pode tanto ser o aluno quanto seus pais e responsáveis e  muitas vezes a escolha é feita por ambos, mas esse é um fator que dificulta um pouco as ações de marketing.

Por conta disso, muitas vezes as atividades são planejadas levando em conta dois diferentes públicos.

Muitos donos e administradores de escola têm uma visão distorcida sobre o marketing, isso porque confundem o conceito com o da mera e simples publicidade. Embora os termos se relacionem, não são a mesma coisa. Enquanto o primeiro implica em investimento financeiro para alcance de resultados, o segundo se relaciona a qualquer tática utilizada para objetivos de negócios.

Acredite em mim quando digo que isso traz muitos benefícios não apenas para o colégio, mas também para os alunos. Com a satisfação dos estudantes, a empresa também ganha, ou seja, é uma relação mutuamente benéfica e não são poucos os elementos que comprovam isso.

O marketing para escolas permite que você multiplique as taxas de matrícula e rematrícula, para começo de conversa, e com mais alunos, há mais verba para investimentos em outros setores, como estrutura, tecnologia e professores. Mas as vantagens não param por aí.

Os estudantes que já fazem parte do corpo de alunos também têm muito a ganhar com o marketing digital.

O engajamento nas redes sociais, por exemplo. Ao criar uma estratégia elaborada nesses pontos de encontro digitais, certamente haverá uma maior taxa de fidelização. Informes, brincadeiras, novidades, imagens e vídeos de eventos… tudo isso gera interações valiosas para a IEs como negócio.

Até mesmo ações mais simples podem trazer bons resultados, como o envio de materiais de apoio e datas de eventos por meio do e-mail ou a atualização de status pelo blog. Até mesmo os links patrocinados exercem uma função de captação.

Por último, gostaria de citar o papel do marketing na internet como elemento de branding.

Como eu disse, nesse setor em especial há muito apreço pela confiança e ao utilizar os canais digitais para trazer informações úteis para o consumidor, a escola gera uma imagem positiva.

 

 

 

Jason Dousseau
Consultor Educacional

Tudo que você precisa saber sobre Cursos Livres.

Muitas pessoas sabem do que se tratam os cursos livres mas não sabem o que são. Eles são regulamentados? Possuem certificados? São reconhecidos no mercado? Posso criar meu próprio curso livre? Eles são ofertados somente na modalidade a distância? Existem algumas dúvidas que rodeiam acerca da legislação de cursos livres no Brasil.

Sabemos que há uma certa excassez a respeito deste assunto, então resolvemos trazer um conteúdo completo para responder, de uma vez por todas, todas suas perguntas.

Afinal, o que são cursos livres?

De forma bastante resumida, os cursos livres são uma categoria de cursos bastante objetiva, com foco em uma área específica e que não são regidos por uma lei específica. Geralmente são cursos mais rápidos, apesar de não possuírem restrição de duração.

Hoje, os cursos livres estão sendo muito procurados por proporcionarem uma qualificação profissional e pessoal, dependo do seu objetivo, há inúmeros tipos de cursos livres desde Gastronomia até Atividades Lúdicas. Pode-se criar qualquer tipo de curso livre.

Além disso, não há exigência de escolaridade ou mesmo uma metodologia para estruturação do curso fica a critério de quem desenvolver, o que amplia ainda mais as possibilidades do mercado. Separamos alguns exemplos de cursos livres possíveis:

Por serem cursos rápidos e objetivos são muito atrativos, se você busca um conhecimento específico ou queira se aperfeiçoar, eles são uma ótima opção. Além disso, podem ser oferecidos tanto de forma presencial quanto à distância, atraindo ainda mais alunos!

Legislação de cursos livres

Segundo a Lei nº. 9394/96, o Decreto nº. 5.154/04 e a Deliberação CEE 14/97 (Indicação CEE 14/97), os cursos livres são uma modalidade de ensino legal e válida em todo o território nacional, ainda que não sejam regulamentados pelo MEC. Esses cursos têm caráter não-formal, podem ser ofertados tanto de forma presencial, quanto online e são democráticos e acessíveis.

Pela legislação e como já foi mencionado, os cursos livres não exigem escolaridade mínima e nem possuem qualquer especificação que diga como se criar um, ou seja, toda estruturação fica a critério do próprio criador, podendo ser este uma pessoa física ou mesmo uma instituição. Mesmo assim, os cursos livres são muito bem vistos no mercado de trabalho, pois demonstra que o profissional está em busca de se aperfeiçoar, como uma velha frase que todos já ouvimos “Nenhum conhecimento é perdido”.

Então para tirar todas as dúvidas, separamos algumas perguntas sobre a legislação referente aos cursos livres:

1. Os cursos livres são legais?

Sim! O Decreto Presidencial N° 5.154 (23 de julho de 2004) constitui a base legal de validade desses cursos. Esse decreto estabelece que cursos livres são uma modalidade de educação não-formal, de duração variável, que pode ser ofertado na modalidade presencial ou a distância.

 

2. Como os cursos livres são vistos pelo Mercado de Trabalho?

Não ser reconhecido pelo MEC em nada diz respeito a qualidade ou valorização de um curso. Há muitas outras maneiras de identificar se um curso é de qualidade ou não, como através de avaliações, estruturação coesa do conteúdo de estudo, didática nas aulas são alguns exemplos. Além disso, não ser reconhecido pelo MEC significa mais liberdade de criação, por isso existem tantos formatos diferentes de cursos livres.

Cursos livres online, por exemplo, investem em muita tecnologia e inovação para atrair e cativar alunos! E com tanta tecnologia – novas plataformas de cursos online, por exemplo – e novas apostas para a educação online, cada vez mais os cursos livres se consolidam como uma ótima opção para quem quer continuar os estudos e se qualificar para o mercado de trabalho. É por isso que essa modalidade de ensino não para de crescer no Brasil.

 

3. Os cursos livres são regulamentados e reconhecidos pelo MEC?

Não! O Ministério da Educação (MEC) não rege nada que diz respeito ao funcionamento dos cursos livres, sendo assim, eles não precisam se submeter as regras dele.

4. Os cursos livres são iguais cursos profissionalizantes?

Não! Por meio da Lei nº 9.394/96 – Diretrizes e Bases da Educação Nacional, os cursos livres integrar uma modalidade  que visa a qualificação e educação continuada do profissional, mas não se enquadra nas categorias formais de cursos técnicos os cursos profissionalizantes.

 

5. Preciso de CNPJ para criar meu curso livre?

Não! Se você quer empreender nesse mercado, não precisa ter CNPJ para abrir seu próprio curso. Se você é especialista em algo ou considera que tenha um conhecimento relevante sobre um determinado assunto, não tenha medo e comece a planejar seu curso.

Existem inúmeras formas de se criar um curso. Por exemplo, você pode gravar suas aulas e hospedá-las em uma plataforma profissional.

Você não precisa ter CNPJ para abrir seu curso livre, porém, pode ser um pouco mais vantajoso se você estruturar o seu curso enquanto pessoa jurídica, afinal, os impostos sobre a renda de uma pessoa física são bastante altos no Brasil.

 

6. Cursos Livres possuem certificado?

Sim!  Não há  impedimento para a emissão de certificados, porém, os cursos livres não possuem validade oficial como um certificado de curso técnico possui, por exemplo.

7. A legislação de cursos livres é a mesma para as modalidades presencial e online?

Sim! As regras são as mesmas para ambas modalidades.

E por que investir nos cursos livres?

Os cursos livres são um incrível meio para transmitir conhecimento

Se você é especialista em algum assunto e já pensou em montar um curso para compartilhar seu conhecimento, um curso livre pode ser a melhor escolha! A legislação de cursos livres significa, para o pequeno empreendedor, menos burocracia, mais rapidez e maior possibilidade de inovação.

Além do mais, a legislação de cursos livres possibilita mais acessibilidade, alunos de praticamente todas as idades, alunos sem formação acadêmica podem participar dos cursos.

Seu conhecimento como fonte de renda

Depois de tudo que mostramos, podemos afirmar que desenvolver um curso livre não é tão  complexo quanto parece, além disso é uma grande oportunidade para você levar seu conhecimento para outras pessoas e transformar isso em uma fonte de renda.  Ao decidir criar um curso, a maior parte do seu trabalho será desenvolvendo um material, estruturando o conteúdo das aulas e gravando. Gravando bastante. Claro, se só se seu curso for à distância.

Não podemos esquecer de que como qualquer trabalho, principalmente envolvendo educação, é preciso ter cuidado e atenção com seus alunos, ou seja, manter os materiais que disponibilizar sempre atualizados e prestar suporte.

O “boom” dos cursos livres

O EAD no Brasil está em uma crescente impressionante, principalmente se levarmos em consideração este período de pandemia, que por necessidade, muitas escolas e universidades tiveram que se adaptar a modalidade à distância. E claro, nesse espectro incluímos os cursos livres, que estão cada vez mais populares. No ano passado, o Senac EAD registrou um crescimento de 97% nas matrículas de cursos livres a distância. Por proporcionarem aperfeiçoamento e desenvolvimento de conhecimentos e técnicas, os cursos livres são muito atrativos para quem deseja se reinserir no mercado de trabalho ou, claro, colocar-se à frente da concorrência. Algumas das áreas que mais cresceram, ainda segundo o SENAC, são as áreas de gastronomia, comércio e gestão.

E, hoje em dia, com tanto investimento em novas tecnologias e plataformas, além do aumento do acesso à internet no Brasil, os cursos livres impactam a vida de mais e mais alunos todos os anos.

A DRM Educação é um exemplo de sucesso que junta a tecnologia e educação em apenas um lugar só. Confira nosso site ou fale com um de nossos consultores.

 

Confira as novidades da plataforma DRM!

Novidades!

Nos últimos meses trouxemos diversas novidades para nossa plataforma, um Novo Pack que simplifica a vida de alunos e professores.

Agora, seus alunos podem:

– Criar seu “Favoritos”, fazer anotações do que quiser e consulte e exportar suas anotações;

– Buscar o que precisar e quando quiser de forma ainda mais rápida;

– Uma nova navegação mais simplificada durante as aulas.

 

Lembramos de você professor:

– Controle os prazos de tudo que liberar para seus alunos desde cursos, aulas até trabalhos.

– Tem também a nova integração de conteúdo que é possível se conectar aos melhores conteúdos do mercado através da Fábrica de Cursos via API, webservices e LTI.

Além dessas novidades, há outras por vir! Então fique atento e nos acompanhe nas redes sociais.

Conheça nosso novo recurso para visualização de respostas de atividades!

Estamos constantemente buscando novas formas de melhorar a relação escola/aluno trazendo recursos que aperfeiçoam a eficiência e praticidade da nossa plataforma.

Para dar ainda mais transparência e facilitar a gestão de seus alunos. Agora você pode conferir na aba “Atividades”  dentro do Minha Escola 2.0 -> Meus Alunos ainda mais informações sobre a desempenho de seu aluno nas avaliações.

Ao clicar sobre uma atividade, basta maximizá-la para visualizar as respostas dadas por seu aluno em cada atividade. E você pode também filtrar e exportar os resultados.

Dessa forma, é possível acompanhar todo progresso do aluno, oferecer suporte, ter uma base de dados para aperfeiçoar a aplicação de futuras provas e atividades. Existem inúmeras maneiras de utilizar esse novo recurso a seu favor.

Inovação se faz todo dia, cuidando dos detalhes!

Confira como utilizar este mais novo recurso em nossa Central de Apoio.

Gostou?! Fique atento, inscreva-se em nosso RSS e acompanhe nossas notícias.

 #seufuturonãopodeparar

 

Veja nossa nova parceria e como vamos transformar a educação no Brasil!

Rede Multiensino firma parceria com o BoaBolsa e Justa para levar educação para                    todo o Brasil.

A rede Multiensino, especializada em educação profissionalizante, com presença em todo o Brasil, firmou parceria com o Boa Bolsa como forma de alavancar novas oportunidades de negócios em toda a rede.

A ação prevê a criação de uma rede de parceiros, que serão estabelecimentos comerciais e empresas que atuam no entorno de cada unidade da rede para que ofereçam cursos gratuitos, bolsas de estudo e geração de renda à população.

O evento de lançamento foi através de Live e contou com a participação de dezenas de escolas que representavam a presença na maior parte dos estados do Brasil.

Abaixo, disponível para download, os materiais da apresentação do evento e campanhas que estarão correndo todo o Brasil nos próximos meses, confira!

Donwload: justa_apresentacao_multiensino

 

 

Antônio Barbieri, Dono da rede Multiensino

Conheça o novo recursos de definição de prazos em atividades!

Definição de prazos para entrega de atividades de alunos.

A escola desenvolve um importante papel na formação de seus alunos também no que diz respeito a responsabilidade. Assumir responsabilidades com prazos de entrega colabora efetivamente na formação de seus alunos.

Se na escola, docentes e estudantes têm prazos para entregas de notas e atividades, no EAD não é diferente. Ter acesso a informação de forma simples e prática sobre suas atividades a serem entregues movimenta o aluno no sentido de buscar cumprir a sua meta de estudo.

Para o aluno, os prazos são importantes para criar a rotina de estudos necessária. Sem saber quando deve entregar a atividade, a procrastinação pode tomar conta. Prazos com amplo volume de atividades para serem entregues também dificulta a gestão do tempo por parte do aluno e até do docente, já que o aluno tende a deixar tudo para fazer na última hora e assim acumula tanto para aluno como para professores.

Docentes, coordenação e gestão também precisam se adaptar nesta questão. Para professores e professoras isso significa deixar sempre claro quando seus alunos e suas alunas devem enviar o exercício ou trabalho e, se possível, o tempo de dedicação necessário/recomendado para a realização de cada tarefa.

Para ajudar a orientar professores, estudantes e famílias da melhor maneira, a DRM implementou novo recurso em sua plataforma de LMS que permitirá a definição de prazos de entrega para cada atividade/trabalho ou mesmo aula/curso. Assim o aluno conseguirá fragmentar suas entregas com o planejamento desenvolvido pelos professores. Para o sucesso do uso deste recurso, deixamos a seguir algumas dicas que podem potencializar o resultado.

Ao determinar o prazo de atividades, leve sempre em consideração todas as demais atividades que o aluno já tenha planejado, professores devem conversar entre si e negociarem os prazos de entrega para evitar o acumulo ou concorrência de atividades entre as disciplinas, afinal todo conhecimento é importante e fundamental e se não for bem planejado, naturalmente o aluno terá que diante de um acumulo de atividades definir o que priorizar, fazer ou não.

Existem basicamente 2 tipos de atividades, as atividades Síncronas e Assíncronas.

O momento assíncrono é aquele no qual professores(as) e estudantes não estão interagindo em tempo real na aula. São exemplos deste tipo de atividades os trabalhos escolares, solicitações de leituras complementares ou mesmo a entrega de vídeo-aulas gravadas.

O momento síncrono, por sua vez, é aquele no qual professores(as) e estudantes estão presentes na aula virtual e fazem trocas de dúvidas, explicam conteúdos e dividem experiências através de vídeo ou chat.

Para organizar os momentos síncronos e assíncronos, é necessário se colocar no lugar do aluno para se ter bem planejado o tempo necessário para cada atividade, lembrando de conciliar o volume de atividades com momentos de lazer e descanso de seus alunos. A integração de toda equipe, professores e alunos é fundamental. Portanto uma sugestão também é criar um conselho entre os alunos para ouvir e acompanhar o que estão achando do planejamento e fazer ajustes sempre serão necessários.

Comece hoje mesmo a planejar os prazos de entrega em seus cursos com mais este novo recurso. Confira o passo a passo de como implementar em nossa Central de Apoio.

Conheça o novo recurso de integração de conteúdo!

Plataforma DRM conta agora com integração dos conteúdos da SAGAH de forma nativa utilizando o acesso via LTI

Ferramentas de aprendizagem LTI (Learning Tools Interoperability) é uma especificação de tecnologia educacional desenvolvida pelo IMS (Global Learning Consortium), que especifica um método para um sistema de aprendizagem fazer requisições e se comunicar com sistemas externos. Graças a essas ferramentas, comunicar-se com outros sistemas não é mais um obstáculo.

Hoje, utilizando Tokens é possível integrar conteúdos de múltiplos fornecedores dentro de uma mesma disciplina. Por exemplo, utilizando o LMS (Learning Management System) da DRM Educação, um dos recursos da DRM 360 ,sua escola pode usar LTI para hospedar o conteúdo do curso e ferramentas fornecidas por sistemas externos de terceiros em nossa Fábrica de Cursos , sem exigir que o aluno faça login separadamente nestes sistemas externos. Com informações sobre o aluno e o contexto de aprendizagem compartilhados pelo LMS com outros sistemas, é possível também organizar as disciplinas com conteúdos de vários fornecedores.

Atualmente a DRM já conta com integração nativa, sem qualquer necessidade de programação adicional com os conteúdos da IESDE, Telesapiens, os próprios conteúdos produzidos pela DRM e agora, da SAGAH. Com isso, através da plataforma DRM sua instituição de ensino pode organizar todo seu conteúdo em um único Sistema de Gestão de Aprendizagem ou LMS, potencializando o aprendizado dos alunos com um acervo cada vez maior, sem necessitar criar complexos projetos de TI para integrar tudo, deixando sua equipe com mais tempo para cuidar do mais importante: seu aluno!

Enriqueça suas aulas. Conheça os novos e-labs!

A DRM, em parceria com a Universidade do Colorado,
traz para você complementar sua aula os laboratórios
virtuais do projeto PhET: os e-labs.

Fundado em 2002 pelo Prêmio Nobel Carl Wieman,
o projeto PhET Simulações Interativas da Universidade
de Colorado Boulder cria simulações interativas gratuitas
de matemática e ciências.

As simulações PhET baseiam-se em uma extensa pesquisa
em educação e envolvem os alunos através de um
ambiente intuitivo, estilo jogo, onde os alunos aprendem
através da exploração e da descoberta.

São 135 laboratórios virtuais espalhados pelas mais
diversas áreas do conhecimento:

  • Matemática
  • Física 
  • Biologia 
  • Química 
  • Ciências da Terra

Uma forma inovadora e eficiente de ensino!

Vamos disponibilizar este novo recurso para todos os
clientes com Plano Profissional, que têm acesso a
Fábrica de cursos. Entre em contato com um de nossos
consultores para solicitar a liberação.

Aproveite também e faça um teste no nosso login demonstrativo:

Login: demonstrativo.laboratorios
Senha: convidado@123

Material de apoio – download