Dr. Micro estará presente em debate no Rio sobre o papel das lan houses na capacitação de pessoas para a copa e olimpíadas

O circuito de eventos “Bate Papo com Lan Houses”, que percorre as principais capitais brasileiras, chega ao Rio de Janeiro no dia 10 de dezembro,sábado, para debater sobre oportunidades para os donos de lan houses na oferta de cursos de capacitação para a copa do mundo e olimpíadas. As inscrições são gratuitas, limitadas e podem ser realizadas na internet através do endereço tinyurl.com/bplanhousesrj

Conforme estimativas da Ernest & Young, em parceria com a Fundação Getulio Vargas (FGV) o fluxo turístico para os dois grandes eventos seria responsável por receitas adicionais na ordem de R$ 6 bilhões para as empresas brasileiras, caso sejam aproveitadas as oportunidades geradas. Esta perspectiva cria a necessidade de capacitação de pessoas e dos empreendimentos para atender a forte demanda que estar por vir. É neste cenário que a reestruturação das lan houses como centros de inclusão digital na oferta de cursos de capacitação já começam a abocanhar sua fatia
deste montante.

Os debates ocorrem no Clube de Engenharia do Rio de Janeiro, na avenida Rio Branco, 124 no auditório do 22o andar. O evento tem o apoio do SEBRAE/RJ e reúne as principais empresas de internet que trabalham com produtos e serviços para lan houses, como Microsoft, VostuPag, BoaCompra, PayMentez, CDI Lan, Dr.Micro, WebAula, Itautec e NexCafé

Números de acesso a internet de casa só
crescem e exigem das lan houses uma reformulação

O Ibope Nielsen Oline divulgou
recentemente um estudo com base em dados de setembro de 2011 que mostram o
Brasil com 46,3 milhões de usuário ativos de internet, 14% a mais do que no
mesmo período do ano passado. Os números apontam, no segundo trimestre de 2011,
para um total de 77,8 milhões de pessoas que acessam a internet a partir de
qualquer local, entre eles a casa, trabalho e lan houses.

O dado mais interessante desta
pesquisa, além da superação do Brasil a outros países no ranking do Ibope, como
Alemanha, foi a representatividade das conexões feitas a partir das residências
brasileiras que demonstraram o maior crescimento no período analisado. No
último ano, o número de casas que possui algum tipo de conexão com a internet
passou de 31,8 milhões para 37,8 milhões. Nos últimos dois anos, o crescimento
registrado foi de 37%.

O número de brasileiros que moram em
casas com computador conectado a internet, segundo o estudo, aumentou para 58
milhões em setembro de 2011, 10 milhões a mais que no ano passado. Segundo o
Ibope, este aumento representa o maior crescimento anual dos últimos 10 anos.

De acordo com o estudo, em setembro de
2010, 61% dos usuários ativos de internet em residências tinham conexão com
velocidade superior a 512 Kbps (Kilobites por segundo). Em setembro de 2011, os
internautas com acesso a esta velocidade passaram a representar 77% do total.
No período, os usuários de conexões com velocidade entre 2 Mbps e 8 Mbps
passaram de 12,1% para 21,3% do total.

Fonte: Portal iG Tecnologia

AS OPORTUNIDADES PARA LAN HOUSES NESTE
CENÁRIO

Os números crescentes nos acessos
realizados de casa e as novas oportunidades para o setor com este cenário
aparentemente preocupante é tema também do Bate Papo com Lan Houses.

Como centros de conveni6encia digital
as lan houses alem das oportunidades com cursos de capacitação para pessoas e
empresas com a chegada da Copa e Olimpíadas, podem oferecer também produtos e
serviços aos seus usuários com benefícios de pagamentos digitais com a mesma
praticidade e segurança em transações comerciais realizadas no computador de
casa.

Um exemplo é o acesso aos “Social
Games”, outro tema do debate. Só em 2010 estes jogos movimentaram mais de R$
200 milhões no Brasil. A pergunta é: as lan houses podem abocanhar seu pedaço
deste bolo crescente? Os debatedores representantes das empresas de crédito
irão esclarecer.

Projeto de lei regulamenta lan houses
como Centros de Inclusão Digital (CID)

O papel estratégico das lan houses na
inclusão digital do Brasil já é tema de novo projeto de lei, que regulamenta
estes estabelecimentos como centros de inclusão digital, viabilizando que cada
empresário do ramo construa o seu centro de multiserviços como por exemplo: e-learning,
jogos, e-gov, correspondente bancário, revenda de microcomputador, VOIP, e-commerce,
centro de cultura, encaminhamento profissional e muitas outras alternativas.

Hoje, as lan houses já servem como
ponto de conveniência e central de oportunidades e serviços nas comunidades. A
partir deste projeto de lei, ampliam-se as possibilidades e modelos de
negócios, principalmente em parceria com os governos em serviços de e-gov, o
que pode proporcionar muita lucratividade para estes empreendimentos. Eles
poderão por exemplo, funcionar legalmente como pontos de pagamentos, assim como
as casas lotéricas.

O QUE MUDA

COMO ERA

COMO FICA

LAN HOUSES

Somente com oferta de acesso a internet

Transforma-se em (CID) com oferta de
multiserviços adepender da demanda local da comunidade.

CENTRO DE INCLUSÃO DIGITAL (CID)

Laboratórios de informática oferecidos pelo
governoem algumas comunidades.

Através do novo projeto de lei as Lan Houses
poderãofuncionar legalmente como CID com ofertas de serviços a comunidade local em
parceria com empresas de tecnologia

O Circuito Nacional de Bate Papo com
Lan Houses

O Bate Papo com Lan Houses acontece em
parceria com o Bate Papo sobre E-commerce, idealizado pela Ligia Dutra
(@UpaLupa), que há três anos reúne pessoas para conversar sobre o comércio
eletrônico brasileiro. O evento já passou pelas cidades de Campinas/SP,
Goiânia/GO, Maceió/AL, João Pessoa/PB, Belém/PA, Florianópolis/SC, Recife/PE,
Salvador/BA e São Luís/MA disseminando conhecimento e incentivando a

interação entre os empreendedores locais. Na pauta das discussões novos modelos
de negócios sempre com apoio de patrocinadores, que proporcionam aos donos de
lan houses, aumento de lucratividade com um leque maior de produtos e serviços
oferecidos à sociedade.

Entidades Apoiadoras

Outras entidades que apóiam o evento
são: CDL Goiânia, Comitê para a Democratização da Internet (CDI Ong), Instituto
de Tecnologia em Informática e Informação do Estado de Alagoas (Itec),
Associação Alagoana de Centros de Inclusão Digital (Aalcid), Centros de
Inclusão Digital do Estado de São Paulo (Cidesp), Associação Paraense de
Centros de Inclusão Digital (Apacid), Associação Pernambucana de Centros de Inclusão
Digital (Apecid), Associação das Lan Houses de Minas Gerais (Almig), Associação
das Lan Houses de Goiás (Algo), Associação Amazonense de Centros de Inclusão
Digital (AACID), FGV Direito Rio, Associação Brasileira de Empresas de
Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom), Associação Brasileira dos
Provedores de Acesso, Serviços e Informações da Rede Internet (Abranet), Associação
Nacional para Inclusão Digital (Anid).

Bate-papo com lan houses Rio de Janeiro:

Bate papo com lan houses:
www.bplanhouses.wordpress.com

Data:
10 de dezembro de 2011

Horário: das 9h às 17h

Local: Clube de Engenharia

Endereço: Avenida Rio Branco, 124 – Auditório do

22o andar Rio de Janeiro/RJ

Inscrições: tinyurl.com/bplanhousesrj

Mais informações: http://bplanhouses.wordpress.com/

Jornalista Responsável:

Ary Filgueiras MTB (9871)

ary@businesspress.com.br

@aryfilgueiras

Porto Alegre

TIM
– 51 8134 0206

Florianópolis

48 3365 8160

www.businesspress.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *