Agenda de Treinamentos – Fevereiro de 2019

Para alinharmos nossos procedimentos com todos os envolvidos no processo de vendas
de nossos cursos, soluções e ferramentas, veja abaixo a agenda de treinamentos do mês de Fevereiro atualizado.

Uma hora antes do horário escolhido, entraremos em contato com você e enviaremos o link da sala de treinamento:

Treinamentos exclusivos para clientes.

PARCERIA TOTAL 70/30 (Ingrid)* – Exclusivo para clientes desse plano
Duração: 60 min. (1 hora)
Objetivo: Realizar um treinamento inicial para novos cliente em relação a plataforma.

01/02 – Sexta-Feira às 15h
05/02 – Terça-Feira às 11h
08/02 – Sexta-Feira às 11h
12/02 – Terça -Feira às 15h
15/02 – Sexta-Feira às 15h
20/02 – Quarta-Feira às 11h
25/02 – Segunda-Feira às 15h
28/02 – Quinta-Feira às 11h

ASB – Curso de Auxiliar de Saúde Bucal (Apenas para escolas já credenciadas)
Duração: 30 min.

11/02 – Segunda-feira às 15:30h
14/02 – Quinta-feira às 11h
20/02 – Quarta-feira às 14h
25/02 – Segunda-feira às 17h
28/02 – Quinta-feira às 10h

 

Treinamento SAMATEC (Renan) – Somente para polos já credenciados
Duração: 10 min.
Objetivo: Aprender como realizar as vendas dos cursos técnicos da Samatec.

05/02 – Terça-Feira às 09 h
12/02 – Terça-Feira às 17 h
19/02 – Terça-Feira às 09 h
26/02 – Terça-Feira às 17 h
28/02 – Quinta-Feira às 17 h

 

Treinamento – Estudo Para Todos – Aplicativo
Duração: de 20 a 40 min.
Objetivo: Ajudar entender como usar o aplicativo em sua escola para melhorar seus resultados

04/02 – Segunda-Feira às 11h
11/02 – Segunda -Feira às 15h
22/02 – Sexta-Feira às 11h

 

Treinamento – CPET (Renan)
Duração: de 20 a 40 min.

08/02 – Sexta-feira às 09 h
15/02 – Sexta-feira às 17 h
22/02 – Sexta-feira às 17 h

Sistema Financeiro (Cadastro de alunos, geração de boletos, pagamento recorrente e por transferência/depósito)
Duração: de 20 à 30 min.
Objetivo: Implementar o sistema de gestão de mensalidades, cobranças e como utilizar Boletos Bancários, Cartão de Crédito e Cartão de Crédito Recorrente pela plataforma DRM.

07/02 – Quinta -Feira às 11 h
13/02 – Quarta -Feira às 16 h
21/02 – Quinta-Feira às 11 h
26/02 – Terça -Feira às 16 h

 

VMC – Veja meu currículo (Ingrid)
Duração: de 20 a 40 min.
Objetivo: Como fazer a gestão de seu portal e transformar sua escola em uma agência de emprego social.

06/02 – Quarta-Feira às 11 h
14/02 – Quinta -Feira às 15 h
19/02 – Terça-Feira às 11 h
27/02 – Quarta -Feira às 15 h

 

Treinamento – UNIBTA (Renan)
Duração: de 20 a 40 min.
Objetivo: Treinamento prático sobre os produtos e uso da plataforma UNOESTE para parceiros de Graduação e Pós Graduação.

08/02 – Sexta-feira às 17 h
15/02 – Sexta-feira às 09 h
22/02 – Sexta-feira às 17 h
28/02 – Quinta-Feira às 09 h

 

Ofereça a nova carreira em Formação complementar para Corretores de Imóveis.

Como o mercado de Corretor de Imóveis exige profissionais muito bem qualificados para exercerem essa função, preparamos para seus alunos essa nova carreira onde apresentamos de forma ampla conhecimentos como: legislação, linguagem e comunicação, construção civil, marketing, contabilidade, entre outros, para melhor orientar seus clientes e se destacar neste mercado cada vez mais competitivo.  Continuar lendo

Agenda de Treinamentos – DRM Educação – Julho de 2018 [Encerrado]

Para alinharmos nossos procedimentos com todos os envolvidos no processo de vendas
de nossos cursos, criamos a nossa agenda de treinamentos:

Treinamento do CRM do Estudo para Todos

Duração: de 30 a 40 min.

20/07 (sexta) às 16:00
23/07 (segunda) às 16:00
25/07 (quarta) às 10:30
27/07 (sexta) às 16:00

 

Treinamento – UNIBTA

Duração: de 30 a 40 min.

20/07 (sexta) às 16:30
24/07 (terça) às 10:30
26/07 (quinta) às 16:30

Para se inscrever, basta acessar esse link:
https://goo.gl/forms/Kf02vHHE71PzeP1a2

O que é a Sala de Aula Invertida? Como funciona?


– Estudos sugerem que modelo possibilita aprendizagem mais eficaz

Imagine um sistema educacional no qual os alunos estudam os conteúdos curriculares em suas casas só para depois irem à escola encontrar professores e colegas, tirar suas dúvidas e fazer exercícios. Em outras palavras, onde a lição de casa é feita em sala e a aula é dada em casa.

Eis o princípio por trás da metodologia da “sala de aula invertida” (Flipped Classroom, em inglês), que propõe a inversão completa do modelo de ensino. Sua proposta é prover aulas menos expositivas, mais produtivas e participativas, capazes de engajar os alunos no conteúdo e melhor utilizar o tempo e conhecimento do professor.

A metodologia tradicional deixa o aluno num papel passivo, simplesmente ouvindo as explicações do professor. Ao inverter esse modelo e fazer com que o aluno assista às aulas fora do ambiente da escola ou universidade, há um aumento na presença e participação em sala de aula”, explica a educadora Andrea Ramal, diretora do GEN | Educação.

Quando um conteúdo totalmente inédito é apresentado ao aluno, a introdução se dá, em geral, por meio de textos e vídeo aulas que apresentam os conceitos básicos e exercícios resolvidos como exemplos. “A leitura antecipada incita o raciocínio prévio e eleva o papel do professor. Esse passa de expositor para tutor, auxiliando e incentivando o aprendizado mais profundo do aluno quando ele traz dúvidas, raciocínios e discussões prévias”.

Segundo Andrea, é possível aplicar essa metodologia a todas as disciplinas escolares obtendo o mesmo efeito. “Pelos estudos obtidos em diversas instituições em todo o mundo, há sempre um ganho em relação à metodologia tradicional, independente da disciplina”.

Segundo um levantamento feito na Universidade de British Columbia, nos Estados Unidos, com professores de Física que aplicaram a metodologia, dentre os quais Carl Wieman, prêmio Nobel de Física em 2001, houve um aumento de 20% na presença e 40% na participação dos alunos com o modelo. Além disso, as notas dos alunos participantes foram duas vezes maiores que as das classes que utilizaram a metodologia tradicional.

Na Universidade de Harvard, por sua vez, professores de Matemática conduziram um estudo de 10 anos em suas classes de Cálculo e Álgebra e descobriram que alunos inscritos em aulas invertidas obtiveram ganhos de 49 a 74% na aprendizagem em relação aos alunos inscritos em aulas tradicionais.

Nesse contexto, onde praticamente toda a dinâmica da aula se altera, é essencial capacitar o professor para aplicar o modelo com sucesso. Isso começa, diz Andrea, em uma mudança de paradigma ou forma de pensar. “O professor necessita ser convencido que o método irá facilitar sua vida e a dos alunos. Se não houver isso, não adianta capacitar, pois o professor estará reticente em usar a metodologia, o que irá atrapalhar seu desempenho”.

Para o estudo em casa, os alunos contam com recursos como vídeos, textos, áudio, games, entre outros. No entanto, a metodologia não implica necessariamente em repensar todo o material didático hoje disponível. “Por exemplo, a utilização de uma leitura prévia antes da aula e de deveres de casa já são exemplos de uma sala de aula invertida”, aponta a educadora.

Veja estes vídeos que explicam um pouco mais sobre a Sala de Aula Invertida da DRM.

Fonte:
THAIS, P. Como funciona a sala de aula invertida?. Carta Educação, 24 de agosto de 2016. Disponível em: http://www.cartaeducacao.com.br/reportagens/como-funciona-a-sala-de-aula-invertida/. Acesso em: 24 nov. 2017.